Teolândia-Brasil

Teolandia-Bahia.jpg

Teolândia é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada em 2004 era de 12.643 habitantes.

Teolandia.png

História

Mata do Rio Preto, assim era conhecida a mata que margeava o rio de nome Preto das Trapaças, onde existiam muitas onças e caças de todos os tipos.

Junto ao rio morava um velho que se chamava “João Cabeça, e que prestava serviço aos viajantes que iam para o sul do país, dormindo em sua casa. No dia seguinte o velho atravessava de canoa para outra margem do Rio Preto, a qual ficava distante do Rio das Almas, 12 quilômetros. Entravam na mata e viajavam até encontrar o Rio das Almas, cuja travessia era também muito perigosa.

No ano de 1940, iniciou-se a rodovia ligando Santo Antônio de Jesus a Gandu, o qual era chamado anteriormente de Corujão. Após construída a BA-2, o povo começou a povoar a margem do Rio Preto, onde morava o velho João Cabeça. Passados alguns dias, o velho morreu, ficando seus parentes e amigos que eram: Manoel Sesílio Lopes (Paizinho), Pedro Bispo Clemente (Pedro Velho) e Manoel de Cícero Ramos.

No ano de 1944, foi inaugurada a BA-2, desta data em diante, foram chegando João Evangelista Velloso (Vange), Juvenal do Rosário Moreira (esses moravam em casa de palha e paredes de sopapo), a seguir chegaram em 1947: João Batista dos Santos, com diversos filhos; Carolina Batista dos Santos; Olga Batista dos Santos e João Batista dos Santos, conhecido como João Padeiro, a mãe desses se chamava Marcelina de Jesus Santos e mais uma filha do casal: Maria da Glória Batista.

No ano de 1947, o Sr. João Evangelista dos Velloso construiu a primeira casa de telha. Na época ele era comerciante a margem da BA-2. Ainda no ano de 1947, chegou João Benedito Fernandes com a família sem filhos, pois havia casado recentemente, procedente da fazenda Gerapa do município de Valença (BA). Instalou um pequeno comércio em sociedade com o Sr. José Pereira de Souza, o qual era grande negociante em Itabaiana – Valença (BA).

Decorridos alguns anos de atividade comercial, surgia a aproximação do cidadão Zacarias Borges de Oliveira, que era comerciante em Gandu (BA), proprietário da casa “Sertaneja com grandes estoques de secos e molhados.

Site oficial da cidade