Souto Soares-Bahia

Souto-Soares-Bahia.jpg

Souto Soares é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada em 2010 era de 15.899 habitantes.

Souto-Soares.png

História

Surgiu no início do século XIX. O crescimento da agricultura e da pecuária foram as principais causas do surgimento de Souto Soares. No início do século XX, na Chapada Diamantina, coração da Bahia, havia alguns povoados e vilas com pouca ligação entre si. Numa extremidade existia a Vila do Morro do Chapéu e o seu Distrito Caraíbas, atual Cidade de Irecê. Na outra extremidade ficavam a vila de Lençóis, Arraial das Palmeiras e a Vila Campestre, atuais municípios de Lençóis, Palmeiras e Seabra.

O coronel Horácio de Matos chefiava toda região e não tardou para que seu irmão, Francisco de Matos, ali fosse se estabelecer e construir as primeiras casas juntamente com João Crispino Pires, Barnabé Gaspar e seu filho Braz Gaspar. Logo o arraial se desenvolve e recebe o nome de Ouricuri, coqueiro abundante e nativo da localidade. No ano de 1926, os revoltosos da Coluna Prestes passaram pelo local aterrorizando seus moradores.

Contudo, somente alguns anos mais tarde a paz voltou a reinar naquela região, passando por um ano de dificuldades. Com o desenvolvimento da agricultura e da cana, em 1933, aconteceu a primeira feira de venda de cachaça na região. Em 1938, inicia-se a construção da 1ª Igreja do lugar. João Batista foi escolhido para ser o padroeiro da cidade. Nessa época, o principal meio de transporte usado era o animal (Jegue, Cavalo), e o carro de Boi. Já em 1944, uma Igreja Presbiteriana foi construída tendo a frente das obras o Senhor Amando Bastos, surgindo outras posteriormente. Era um período em que as pessoas sentiam dificuldades em aprender a ler e escrever, mas apareciam os primeiros professores particulares, a exemplo do Senhor Severino Rodrigues.

Até fins da década de 40, era um arraial com poucos moradores que na maioria se dedicava ao cultivo do milho, feijão, mandioca, cana e as atividades comerciais. No ano de 1953, através da Lei Estadual 628, passou a ser distrito recebendo o nome de Licuri, pertencente ao Município de Seabra. O Sr. Rosalvo Pinto, oficial do Registro Civil e vereador pelo então povoado de Ouricuri, foi um dos lutadores para que o mesmo se emancipasse, sendo seus esforços recompensados em 5 de julho de 1962, quando a Lei Estadual nº 1.700, desmembrava Ouricuri de Seabra, criando o município de Souto Soares, nome este que homenagem ao médico de toda região, Dr. João Souto Soares Souto Soares Nos dias atuais, a cidade é bastante conhecida pela produção de cachaça artesanal, produto famoso e apreciado pelos turistas que visitam o local.

Site oficial da cidade