Santo Estêvão-Bahia

Santo-Estevao-Bahia.jpg

Santo Estêvão é um município brasileiro do estado da Bahia. Faz parte do Vale do Paraguaçu. Sua população é de 52.186 habitantes de acordo com a estimativa populacional em 2013, distribuídos em 366,597 km² de área.

Santo-Estevao.png

História

Existe uma lenda local, de que a cidade teria surgido, através das incursões de um padre que estava a procura de água para os seus animais. Ele teria andado por dia, até chegar em um local que continha água, conhecido como “Riacho Salgado”, devido a sua água ser salobra. Isto teria ocorrido por volta de 1739. No ano de 1751 foi criada a freguesia de Santo Estêvão. Em 1827, tornou-se Distrito da Paz. Nessa época Santo Estêvão fazia parte de Cachoeira. Em 12 de julho de 1921 ocorreu a emancipação política de Santo Estêvão, desmembrando o novo município do território pertencente à Cachoeira. Em 21 de setembro do mesmo ano ocorreu a efetivação do novo município, sendo esta data feriado municipal.

Geografia

Localizada as margens da BR 116, na Microrregião de Feira de Santana, tem como municípios vizinhos Ipecaetá, Rafael Jambeiro, Antônio Cardoso, Castro Alves e Cabaceiras do Paraguaçu.

Tem a topografia em forma de tabuleiros, assim como Feira de Santana e clima comum ao agreste baiano.

Santo Estêvão tem, uma geografia semelhante a de estados como Goiás e Tocantins, por ser de topografia plana. Em certas épocas do ano, devido ao tempo seco, muitos agricultores chegam a perder cabeças de gado. Sua urbanização é maior que 50%.

Economia

A economia tem sido crescente devido à chegada da fábrica de sapatos Dilly (atualmente com o nome Grupo Dass), que injeta mais de 9 milhões de reais todo ano na economia local. O comércio santo-estevense também tem crescido bastante.

Cultura

A comemoração do São João é um dos pontos de maior referência na cultura do município, elogiado pelos moradores e turistas. Santo Estêvão atrai uma multidão quando o assunto é festa de junina. A cidade se ilumina e ganha estrutura de um autêntico arraiá. Por dia, a praça recebe mais de 30 mil pessoas. Essa época é o ápice da cultura no município.

Toda a festa e agitação acontecem na Praça Sete de Setembro, no centro. Para os turistas que não conhecem a cidade, a bandeirolas são um guia para o palco principal. Este recebe atrações do autêntico pé de serra, forró e sertanejo universitário, que atrai principalmente os jovens. A praça fica lotada. As barracas, com as diversas e saborosas comidas típicas, servem de reabastecimento para o público que curte e dança ao som das melhores bandas.

A comemoração do dia de Santo Estêvão, o padroeiro da cidade, no dia 26 de dezembro também é muito comemorado por fieis tanto da zona rural como da zona urbana.

Distante de Salvador apenas 157 km, o município possui abastecimento público de água adequado, estradas que permitem o acesso às principais cidades da região e, com investimentos do setor empresarial e dos Governos do Estado e da União, oferece as condições necessárias para avançar no mercado, gerando emprego e renda.

Os jovens acreditam que através da educação conseguirão melhorar sua qualidade de vida, sendo que muitos estudantes estão cursando cursos técnicos e nível superior, tanto no polo presencial da UNEB Ead do município, quanto na UEFS em Feira de Santana. Atualmente alguns estudantes fazem mestrado e doutorado na UEFS e na UFBA.

Site oficial da cidade