Mucugê-Bahia

Mucuge-Bahia.jpg

Mucugê é um município do estado da Bahia, no Brasil. Localiza-se a uma latitude 13º00’19” sul e a uma longitude 41º22’15” oeste, estando a uma altitude de 983 metros. Sua população estimada em 2017 era de 9.957 habitantes. Possui uma área de 2.491,82 quilômetros quadrados.

“Mucugê” deriva do tupi mukuîé, que designa uma planta da família das apocináceas, o mucujê (Couma rigida).

Mucuge.png

História

A cidade de Mucugê é uma das mais antigas da região da Chapada Diamantina. De ocupação anterior indígena, foi fundada no fim do século XVIII. Tem, como característica marcante, os antigos casarões coloniais de estilo português. O lugar foi um importantíssimo centro comercial no século XIX: a economia da época girava em torno da mineração de ouro e, sobretudo, diamantes. Diz-se que, devido à importância da cidade naquela época, Mucugê dispunha até de uma “embaixada” da França.

Relatos dos mais velhos anciãos da região alegam que a Mucugê do século XIX, em seu ápice econômico, chegou a abrigar um número próximo a 30 mil pessoas, e que, após a decadência da atividade mineradora, a população despencou drasticamente até chegar bem perto do que é atualmente, sendo o período de maior decréscimo populacional os anos da década de 1980. Já nos anos 1990, a população voltou a crescer devido ao impulso do turismo e da agricultura empresarial altamente mecanizada trazida por grandes grupos de empresários oriundos do sul do país, do interior do estado de São Paulo e alguns grupos estrangeiros, como os japoneses.

Atualmente, Mucugê vive de duas atividades econômicas: a do turismo, graças às suas montanhas, cânions e belíssimas cachoeiras; e a do agronegócio, devido às modernas empresas que se instalaram em Cascavel (Bahia) — hoje distrito de Ibicoara e que, atualmente, possuem fazendas altamente mecanizadas nas terras planas do município, terras essas muito semelhantes às do cerrado goiano.

Mas o maior destaque atualmente fica com o agro polo Mucugê-Ibicoara – área responsável pela geração de mais de 5.000,00 (cinco mil) empregos diretos. Com uma produção anual de 500 mil toneladas de hortaliças, a área produz mais de 50% da batata-inglesa consumida no Nordeste, além de tomate, cebola, repolho, abóbora e pimentão. Destaca-se, ainda, a produção de café especial para exportação e de uva.

Site oficial da cidade