Mirangaba-Bahia

Mirangaba-Bahia.jpg

Mirangaba é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada em 2016 era de 18.588 habitantes. Mirangaba teve como Intendente José Joaquim de Carvalho, e foi emancipada por seu filho, Jonas Carvalho, que foi prefeito durante 2 mandatos.

Mirangaba.png

História

A história do município tem início entre os anos de 1889 a 1900, ao chegarem à região, denominada Fazenda Campo Grande – área de matas -, os primeiros povoadores, procedentes das localidades de Lagoa do Meio e de Casa Nova (município de Jacobina), atraídos pela fertilidade das terras propícias à agricultura e pecuária. Os primeiros desbravadores foram: Manoel Ferreira da Cruz (vulgo Manoel de Bezinha), Francisco Ferreira da Cruz (vulgo Chico Zoião) e João Fumaça. Instalaram-se na região para criar gado bovino. Foram eles que deram início ao surgimento do povoado no ano de 1902, com a construção das primeiras casas. Nos anos de 1902 a 1905 foi erguida uma Capelinha. A localidade passou a ser denominado “povoado de Alferes”.

Nos anos de 1904 a 1905, chegaram para fixar residência no então Povoado de Alferes os senhores José Joaquim de Carvalho, Joaquim Valois Coutinho, Antônio Pereira e Bernardo Teixeira, procedentes dos municípios de Jacobina e Saúde. Nos anos de 1906 a 1907, conseguiu, através do Intendente do município de Saúde, Sr. Agérico Moraes, a construção de um “Barracão”. A partir desta época, o povoado de Alferes, já em franco desenvolvimento, passou a denominar-se Riachuelo. Para alguns dos velhos moradores, a nova denominação foi inspirada na Batalha Naval de Riachuelo, devido às constantes brigas existentes no local, motivados pela posse de terras e posições políticas. Sabe-se, por exemplo, que todos os grandes fazendeiros possuíam “jagunços” para resolverem os seus problemas “na base da bala e do punhal”. O nome Riachuelo pode também ter sido inspirado na existência de um riacho que cortava o centro do povoado.

As hostilidades por decisões de mando eram notórias, principalmente entre as famílias de Bernardo Teixeira contra as de Joaquim Valois Coutinho e Antonio Pereira de Miranda. Segundo Bernardo Teixeira mandava seus jagunços atirarem nas portas das residências a fim de amedrontar os seus moradores. A partir daí, começou a decadência do povoado, pois as famílias emigravam. A localidade só retornou o seu desenvolvimento, após a eleição do Sr. José Joaquim de Carvalho para Intendente do município de Saúde.

O povoado de Riachuelo foi elevado à categoria de Vila, em 05 de agosto de 1923, tomando como base a data de criação do Cartório do Registro Civil de Pessoas Naturais. O distrito foi desmembrado de Saúde pelo Decreto-lei nº. 141, de 31 de dezembro de 1943, mudando a denominação para Mirangaba. Através da Lei nº. 1959 de 24 de novembro de 1961, criou-se o Município de Mirangaba, constituído dos Distritos de Taquarendi, Nuguaçu e Paulo Souto (Canabrava). Sua instalação se deu em 01 de fevereiro de 1963.

Site oficial da cidade