Itapetinga-Bahia

Itapetinga-Bahia.jpg

Itapetinga é um município brasileiro no interior da Bahia. Pertence a Mesorregião do Centro-Sul Baiano e a Microrregião de Itapetinga, a distância do município para a capital do estado é de 562 km. A sua população em 2017, segundo estimativa populacional do IBGE, era de 77.533 habitantes, sendo assim a 26ª cidade mais populosa da Bahia.

O PIB de Itapetinga é de R$ 774 751 mil e o PIB per capita é de R$ 11.911,83. O município ocupa uma área de 1.627,462 km² e a sua densidade é de 46, 81 hab./km². O município é um dos mais urbanizados da Bahia, 97% da população mora na área urbana e apenas 3% na área rural. A economia itapetinguense é movimentada pela pecuária, frigoríficos, indústria de calçados e os serviços, que tem 56,36% de participação na economia.

O município tem como marca a pecuária, produz 160.000 litros de leite de vaca e possui 95 933 cabeças de bovinos segundo o Censo Agropecuário 2006 do IBGE. A cidade é famosa pelo São João, atraindo turistas que podem aproveitar a festa pública no Parque Poliesportivo da Lagoa.

Itapetinga.png

História

A região onde hoje se situa a cidade de Itapetinga começou a ser conhecida a partir de 1912 quando Bernardino Francisco de Souza, tentando encontrar a estrada pedestre entre Vitória da Conquista e Ilhéus, fixaram-se às margens do rio Catolé, dedicando-se a atividades agrícolas.

Em 1916, chegou, à região, Augusto Andrade de Carvalho e adquiriu uma propriedade rural, visando dedicar-se à agricultura e à pecuária. Augusto Andrade de Carvalho demarcou, em suas terras, uma área de 10 hectares para, nela, ser erguida uma vila, um pequeno povoado. Nasceu, então, no ano de 1924, o povoado de Itatinga, nome de origem tupi que significa “pedra branca”, através da junção de itá (pedra) e tinga (branca).

Em 1926, Mariano Soares de Oliveira Campos, oriundo do município de Itambé, resolveu fixar residência na região. Ao chegar, conheceu Augusto Andrade de Carvalho, que lhe mostrou algumas pequenas casas e lhe disse que ali estava a vila de Itatinga. Com efeito, Itatinga foi o primeiro nome de Itapetinga.

Em 22 de junho de 1933, pelo Decreto Estadual 8 499, o povoado de Itatinga passou a ser distrito do município de Vitória da Conquista.

Em 14 de novembro de 1934, sob a liderança de Orlando Bahia, Juvino Oliveira, Mariano Campos, Augusto Andrade de Carvalho, José de Sousa Paim e de outros, foi criada a Associação Cultural Itatinguense (Itapetinguense), posteriormente organizada sob a forma de fundação, com o fim de divulgar o conhecimento e a cultura no seio do pequeno povoado.

Seguindo o seu progresso, Itatinga cresceu, e no dia 30 de março de 1938 teve a sua sede elevada à categoria de Vila, permanecendo integrada ao município de Vitória da Conquista. Porém, no mesmo ano, em 30 de novembro, a Vila de Itatinga foi desmembrada do município de Vitória da Conquista e é anexada ao de Itambé.

A mudança no nome de Itatinga ocorreu no ano de 1944, com o Decreto-Lei Estadual n° 12.978, no qual o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, determinou que nenhum município do estado poderia ter nome semelhante a outro. Como os municípios mais antigos tinham preferência em manter os seus nomes, foi adicionada a sílaba “pe” ao nome de Itatinga, formando, então, o novo nome da vila: Itapetinga.

O crescimento foi rápido, tanto sob o aspecto humano quanto econômico, e, através da Lei 508, de 12 de dezembro de 1952, foi criado o município de Itapetinga, sendo o seu território desmembrado do município de Itambé.

O prefeito José Vaz Sampaio Espinheira, em um de seus mandatos, firmou uma parceria sociocultural com a cidade estadunidense californiana de Dairy Valley, hoje com o nome de Cerritos. O prefeito de Dairy Walley na época visitou Itapetinga e participou da inauguração da famosa “praça dos bois”, a praça Dairy Walley, além de prestigiar uma semana de eventos em Itapetinga firmando essa parceria. Da mesma forma, Espinheira, então prefeito, passou uma semana na cidade Dairy Valley, hoje Cerritos, onde, além da semana cultural, recebeu a homenagem de ter uma rua com seu nome, Espinheira ln, e outra com o nome Itapetinga ln. Existe ainda, muito próxima, a rua Brazil Street na cidade de Cerritos, Califórnia, Estados Unidos, facilmente vista no site Google Mapas.

Atualmente, Itapetinga é um importante centro econômico e social do sudoeste baiano. Conta com um razoável parque industrial, uma economia que tende a se diversificar para abandonar a pecuária como única atividade. No campo educacional, Itapetinga se destaca com um dos mais promissores campi avançados da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

Site oficial da cidade