Glória-Bahia

Gloria-Bahia.jpg

Glória é um município brasileiro do estado da Bahia. Fica na divisa com o estado de Pernambuco e Alagoas. Sua população estimada em 2013 era de 16.003 habitantes.

Originalmente, o município chamava-se Santo Antônio de Glória, criado em 1 de maio de 1886, pela Lei Provincial nº 2.553. Em 1931 o município passou a ser chamado de Glória, por força dos decretos estaduais de números 7.455 de 23 de junho e 7.479 de 8 de julho de 1931 (IBGE/2009.

Gloria.png

História

Os primitivos habitantes do município foram os índios das tribos ‘Mariquitas’ e ‘Pancarus’. Um grupo de bandeirantes portugueses chefiados por Garcia D’Avila, desbravando as terras do interior na ânsia de novas aventuras e obtenção de riquezas chegam a uma aldeia de silvícolas, aí se estabelecendo. Tal foi o primitivo núcleo da cidade de Glória. A essa bandeira segui-se uma missão religiosa chefiada por padres católicos, levando àquelas paragens inóspitas as primeiras luzes da civilização. Tudo isso aconteceu por volta de 1705.

Os colonos ali estabelecidos constituem família e dão, assim início à efetiva colonização e povoamento do território. São aproveitados na prática da agricultura e no criatório de gado, o elemento indígena e o negro, que contribuem de maneira expressiva para o soerguimento e evolução da incipiente localidade.

Com o correr do tempo vão surgindo os primeiros arruados, mal delineados, tortuosos e dispersos, o primitivo núcleo já assume o aspecto de um tosco povoado. Data deste período o topônimo ‘Curral dos Bois’ com que os seus habitantes o denominaram em decorrência do avultado número de boiadas que para ali afluíam à procura de pouso.

Esses rebanhos se destinavam a outras localidades, porém, contribuíram de maneira decisiva para o desenvolvimento do comércio local. São necessários novos estabelecimentos comerciais para atender à constante procura de gêneros de primeira necessidade e outros artigos que os adventícios e a população local, que já era numerosa, constantemente reclamava. Era lento porém progressivo, o crescimento da comunidade.

Numa piedosa homenagem ao padroeiro local, o primitivo ‘Curral dos Bois’ teve o seu nome substituído pelo de Santo Antônio da Glória, um testemunho de fé de seus habitantes que se vinham beneficiando com os ensinamentos da doutrina cristã, ali ministrada por um abnegado grupo de religiosos que, propagando a fé, zelavam pela manutenção dos bons costumes entre os residentes.

Site oficial da cidade