Botuporã-Bahia

Botupora-Bahia.jpg

Botuporã é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada em 2014 era de 11.089 habitantes. Faz divisa com os municípios de: Tanque Novo, Macaúbas, Caturama e Paramirim.

Botupora.png

História

Região primitivamente habitada pelos índios Tuxás foi colonizada na metade do século XVIII pelos portugueses que se estabeleceram constituindo famílias. O município nasceu com o primeiro nome de Fazenda Caititu, fundada pelos primeiros colonizadores portugueses Marques e Castros. Casaram-se na comunidade indígena, onde o mesmo ocorreu com os espanhóis Pamplona e Maias.

Com o decorrer do tempo a Fazenda Caititu foi prosperando e outras propriedades foram surgindo ao seu redor, formando um pequeno núcleo urbano. No ano de 1926, missionários encantados com a beleza de um monte existente no povoado, mandaram abrir uma estrada até o alto do mesmo, onde edificaram um cruzeiro e o denominou de Monte Belo. Com o tempo o arraial desenvolveu-se em função da agropecuária, onde em 1934 foi criado o distrito de Monte Belo. Em 1934 mudou-se o nome para Botuporã.

Em 1910, Acúrcio José de Oliveira edificou uma capela na praça onde hoje tem o seu nome. Construiu uma residência e fixou-se no comércio de tecido. Na época adquiriu uma imagem do Sagrado Coração de Jesus e passou a festejá-la, sendo padroeiro do município.

Nascido assim sob a proteção da cruz, na fé em Deus, o pequeno povoado foi crescendo e por volta de 1922, passando por essa localidade o bispo D. Juvêncio de Brito e em sua companhia frei Francisco, realizaram as primeiras Santas Missões na Fazenda Caititu.

Na mesma época, os religiosos constataram a existência de um monte de imediações da localidade e mandaram abrir uma estrada, ergueram uma grande cruz de madeira neste local, benzeram e deram o nome de Monte Belo, o qual se progrediu e em 1926, foi realizada a primeira feira-livre. Do antigo Caititu, pouco restava, o núcleo urbano se expandia cada vez mais.

Em 1936 foi elevado à categoria de Distrito de Paz, com transferência de Lagoa Clara. O então ministro da Justiça da Bahia Santiago Dantas, estudioso e profundo conhecedor do dialeto Tupi-Guarani, mudou o nome para a então Botuporã, que na língua Tupi-Guarani tem o significado de Monte Belo. Denominação que permanece até hoje.

Site oficial da cidade