6 Passos simples para ficar rico

6-Passos-simples-para-ficar-rico.jpg

Tenho certeza que você tem um motivo nobre para ficar rico: quero ficar rico para dar tranquilidade a meus filhos, para viver e aposentar com maior conforto, ou para ajudar outras pessoas. Por isso elaborei esse guia: para garantir que você terá sucesso nessa empreitada. Afinal, existem vários caminhos para ficar rico, mas nem todos acessíveis a qualquer um.

Um jogador de futebol ou um cantor sertanejo poderiam te ensinar como ficar rico em pouco tempo, mas provavelmente a fórmula não daria certo, porque você tem habilidades diferentes das deles e a sua oportunidade da vida ainda não chegou, como para eles.

Mas a verdade é que essa tal oportunidade da vida é questão de sorte e, se você depender dela para ficar rico, o mais provável é que fique pobre. O que você precisa mesmo é de um guia genérico de como ficar rico, passo a passo, com técnicas que se apliquem a qualquer um.

No começo, esse artigo ensinava somente como ficar rico em sua atual profissão, como você perceberá abaixo. Dando-lhe a oportunidade de, no último degrau do caminho, ao alcançar a independência financeira (o que traz imensa liberdade), trocar seu trabalho pelas atividades que produzam dinheiro e, ao mesmo tempo, a sensação de realização pessoal.

Porém, há algum tempo percebemos que era possível buscar essa realização pessoal em paralelo ao trabalho convencional já no presente (!) e poder em poucos anos (digamos, cinco), com empenho e foco, você trocar esse seu trabalho que é um fardo (desculpe se você não está entre os 99% da população decepcionados com o trabalho) por uma atividade que seja prazerosa e ofereça bom retorno financeiro.

Por isso, além dos passos abaixo, que você deve obrigatoriamente seguir, indicamos que você inicie em paralelo a sua busca por dinheiro com realização pessoal. Todos os detalhes de como fazer isso, e criar um legítimo atalho até a felicidade, nós estamos colocando em nosso novo projeto, totalmente sem fins lucrativos (de verdade!), o site  Mais Tempo Livre.

6 Passos simples para ficar rico

1-Crie hábitos geradores de riqueza

Temos a ilusão de que estamos no controle de nossas ações todo o tempo. Mas isso é, como dito, ilusão. Na verdade, a esmagadora maioria de nossas ações são tomadas por meio de hábitos, e esses são inconscientes, disparados por gatilhos mentais criados no passado.

Nesse artigo sobre hábitos, eu explico a relação entre os hábitos que formamos e o sucesso profissional (citando um exemplo de pessoa que perdeu oportunidades por ter maus hábitos no trabalho).

Assim, o primeiro passo que você deve tomar em sua estrada para melhorar de vida e ficar rico de uma vez por todas é reprogramar totalmente seus hábitos: eliminar hábitos contraproducentes como usar Facebook e Whatsapp o dia inteiro e por motivos inúteis, trocando-os por hábitos que aumentem a sua capacidade de produzir riquezas.

Aprendendo a estabelecer bons hábitos, você poderá escolher quais hábitos deseja ter. Isso será fundamental para que você possa alcançar os demais passos desse guia, como estabelecer o hábito de poupar e investir, por exemplo.

2-Ficar rico economizando? Sim

Aproveite o que aprendeu quanto a hábitos e coloque em prática. Elimine os hábitos consumistas e estabeleça um patamar de despesas saudável para que você possa economizar, compre apenas aquilo que realmente lhe trará maiores vantagens (reais).

Você faz compra por impulso em locais como lojas de conveniência? Eu não. Loja de conveniência para mim é loja do desespero. A última vez que entrei em uma foi para comprar uma garrafa de água gelada no meio de um engarrafamento quilométrico. Quem entra em uma loja de conveniência para comprar chips ou chocolates não tem perfil de milionário (só se for herdeiro).

Você viu um aparelho eletrônico ou eletrodoméstico na vitrine (ou na televisão) e comprou imediatamente? Realmente seu caso é difícil, mas temos que tentar. Em nossa casa, demoramos no mínimo um mês para decidir comprar um eletrônico qualquer. O risco de aquilo ficar encostado em pouco tempo é grande, então só compramos quando temos certeza da necessidade e após pesquisar preços em vários sites e em, pelo menos, uma loja de rua.

Você (homem ou mulher) passeia no shopping todo final de semana? Ou você bebe com os amigos e faz churrasco todo final de semana? Além comprometer sua saúde, compromete seu bolso. Talvez seja hora de buscar novas amizades, aquelas que nos enriquecem como pessoas. Tenho amigos que andam de bicicleta e bebem água de coco no domingo de manhã, por exemplo. Não quero dar lição a ninguém, nesse assunto, você faz o que quiser. Só estou tentando, com muito esforço, ensinar dicas para ficar rico (não é esse seu objetivo?).

Faça um controle de seus gastos e só compre o necessário. Se você tem um hábito ou lazer bastante prazeroso, mas caro, substitua por um que seja tão prazeroso quanto, mas barato. Tenho certeza que você encontrará várias formas de substituir.

3-Para ganhar mais dinheiro, seja mais inteligente

Pessoas mais inteligentes ganham mais. Vivemos em uma meritocracia, mesmo que não seja perfeita (já que não são dadas as mesmas oportunidades a todos).

Assim, a tendência é que aqueles mais preparados e mais capacitados sejam mais valorizados e, portanto, recebam mais. “Eu quero ficar rico rápido…” Tudo bem, mas você é astuto o suficiente para perceber as oportunidades que aparecem? O melhor mesmo é ficar rico de maneira devagar, consciente e com um plano consistente.

Então comece ficando mais inteligente: estude, capacite-se, treine seu cérebro para que ele responda melhor aos problemas do dia a dia. Nesse artigo sobre exercícios para o cérebro, cito estudos que apontam ser possível elevar o QI de uma pessoa quando ela treina seu cérebro adequadamente.

Não tenha preguiça, aprenda a aprender (ou seja, desenvolva sua inteligência fluida).

4-Como ficar rico investindo bem

Então você já está estabelecendo bons hábitos e já está poupando. Parabéns! Agora você deve elaborar um planejamento financeiro e buscar implementá-lo, de preferência buscando os investimentos mais rentáveis do mercado. Afinal, não há magia para ficar rico, existe, sim, uma ciência para ficar rico.

Entendo, você não é um expert em finanças. Tudo bem, 99% dos brasileiros não compreende ao menos a noção de anatocismo (palavra chique para juros compostos), se você já entender o poder exponencial do ganho com juros compostos, já temos um ótimo ponto de partida!

E o problema é que os 1% que tentam aprender, recebem a indicação de alguma teoria econômica tradicional, escrita por estrangeiros e fica repetindo, sem analisar se o que funciona lá fora é o mesmo que funciona aqui. É por isso que eu tive que descobrir a duras penas que vários conceitos tradicionais não se aplicam ao Brasil e que existem formas de ficar rico aqui que não existem lá fora (por isso esse é um guia somente para brasileiros).

Por exemplo, existe a tese de que investimentos mais arriscados devem pagar maior retorno. É uma espécie de seguro para compensar o risco que se corre. Assim, no Passivo de uma empresa, existem os capitais próprios (remunerados com lucros) e os capitais de terceiros (remunerados com juros). Os capitais de terceiros rendem um valor fixo, supostamente menor do que os capitais próprios, que estão sujeitos ao risco do negócio.

Porém, a renda fixa brasileira contraria toda a teoria. Se você traça um gráfico do CDI contra o Ibovespa desde o início do Plano Real, o CDI ganha. Se você resolve traçar apenas após 2000 ou 2002, já que antes as taxas de juros estiveram na estratosfera, adivinhe: o CDI ganha novamente.

É verdade que há períodos em que o Ibovespa cresce a uma taxa rápida, mas depois há períodos em que anda de lado ou até cai (o Ibovespa, não me entenda mal, é muito lucrativo. A questão é que nossa renda fixa é incomparável, turbinada, sem nada parecido em todo o mundo).

5-Como ser rico e trabalhar com o que quiser

Se já aprendeu a gastar e a investir com sabedoria, refletindo sobre o que lhe dizem, não apenas repetindo os mantras do mercado financeiro, você passa a acumular riqueza.

Quem tem gastos controlados e começa a acumular patrimônio, sai do campo das necessidades (onde tudo é feito “porque é preciso”) e passa a fazer escolhas. Por isso se usa o termo independência financeira, porque a pessoa se torna autônoma, ou seja, ela passa a fazer suas opções.

Nesse estágio, da independência financeira, você terá a tranquilidade para imaginar, planejar e executar um projeto pessoal, inclusive de geração de novas fontes de renda. Pode ser uma capacitação profissional de alto nível, pode ser um novo negócio, pode até mesmo significar largar seu trabalho atual e começar um novo empreendimento, do zero, que te dê prazer.

Casos de pessoas que largam uma carreira para seguir um sonho, parecem de muita coragem e aventura. Mas se você seguiu os dois passos anteriores que mencionamos, você vai evitar cair nessa armadilha em que o Antônio Marcello caiu, de buscar ficar rico rápido, acumulando projetos e tarefas infindáveis (em vez de acumular riqueza de maneira sábia), acelerando a vida (já parou e pensou que, se aceleramos demais a vida, o que fazemos é justamente aproxima mais rápido do final dela?) e colocando questões mais importantes como a saúde e a família em segundo lugar.